Como montar um cardápio vegano

Cardápio vegano

Hoje em dia é comum encontrar pessoas que mudaram os seus hábitos alimentares e procuraram consumir opções que são mais saudáveis, como por exemplo, aqueles que adotam um cardápio vegano em sua dieta. Mas, essa prática requer alguns cuidados para se ter uma rotina alimentar balanceada.

Quem já passou pelo vegetarianismo, que deixa de consumir apenas a carne, já tem experiência e um preparo a mais para avançar ao veganismo, no qual também é restrito o uso e consumação de outros produtos e alimentos que tenham origem animal, visando a preservação das espécies.

Como esse é um assunto que se tornou destaque nos últimos anos e vem ganhando cada vez mais adeptos a essa filosofia de vida é interessante saber quais tipos de alimentos são permitidos ingerir e aqueles que são os mais indicados para suprir a demanda de energia diária do corpo humano.

Sendo assim, se você deseja se informar sobre como é possível montar um cardápio vegano e ainda assim ter uma alimentação totalmente saudável e equilibrada, continue acompanhando esse artigo e veja todas as dicas para se adaptar a esse novo estilo de vida.

Desmistificando o cardápio vegano: uma filosofia de vida a seguir

Cardápio vegano
Imagem de Steve Buissinne por Pixabay

Atualmente, muitas pessoas buscam por uma qualidade de vida melhor e procuram iniciar essa mudança na alimentação. Contudo, a grande maioria não se preocupa em ter um acompanhamento nutricional e correta orientação, principalmente, por quem optar por seguir um cardápio vegano.

E para iniciar essa nova jornada é preciso que a pessoa conheça e se identifique com os princípios e a filosofia do veganismo, que não está apenas ligada a restrição de carne, mas sim de todos os alimentos e produtos que são oriundos da morte ou algum sacrifício animal.

Com isso, já se pode imaginar que alimentos como leite, ovos e queijos não fazem parte do cardápio, sendo necessário encontrar outros substitutos que sejam capazes de suprir os nutrientes necessários para que o organismo realize as suas funções vitais.

Para esclarecer e ajudar nessa tarefa de readequação alimentar, confira a seguir algumas dicas de como você pode montar um cardápio vegano que atenda as suas demandas diárias:

Prato vegano
Imagem de pastel100 por Pixabay
  • O consumo é baseado em produtos de origem vegetal, como verduras, legumes, frutas, cereais, leites de coco, amêndoas, dentre outras várias opções no mercado que dão sustentação para uma dieta completa.
  • Mas também não é preciso comer só salada, hoje em dia, já é possível contar com inúmeras receitas que substituem a função proteica da carne, como, por exemplo, o hambúrguer de grão de bico e abóbora.
  • O mineral ferro é extremamente importante na manutenção da saúde, sendo que a sua principal fonte é encontrada na carne. Mas para suprir essa demanda você pode optar por alimentos como o feijão, lentilhas, as folhas escuras e também no melado de cana.
  • Já que a base da alimentação é voltada para verduras, legumes e frutas, dê preferência para aqueles que sejam orgânicos, ou seja, isentos de agrotóxicos e que também contribuem para um consumo sustentável.
  • Outra vitamina que é abundante nas carnes, peixes, leites e derivados é a B12. Sendo assim, para conseguir essa demanda, os veganos têm que consumir cereais enriquecidos, que são feitos à base de soja, bem como as algas, amendoim e leites vegetais para não ter anemia.
  • Para adquirir a vitamina A, o aconselhável no veganismo é consumir alimentos como frutas, vegetais escuros, abóbora e batata doce.
  • Os aminoácidos também podem ser encontrados nos cereais, castanhas e leguminosas, importantes fontes para quem não consome carne.
  • O cálcio pode ser encontrado nos alimentos como brócolis, aveia, chia, tofu e leite de amêndoas, uma vez que, nas diretrizes do veganismo não se pode ingerir leite e seus derivados.
refeição vegana
Imagem de Simaah por Pixabay

Como se pode observar existem muitas possibilidades para que um vegano consiga suprir as suas demandas nutricionais por meio de alimentos que são saudáveis. Ao mesmo passo que você consegue cuidar da saúde, também exerce uma filosofia de vida com consciência de uma alimentação e consumo que não provém de sofrimentos.

Além disso, o mercado atual já reconhece esse crescimento do público vegano e disponibiliza uma variedade bem ampla de produtos que atendam essas características, bem como os restaurantes e outros estabelecimentos comerciais também já se preocupam em oferecer opções para essas pessoas.

Assim, se você buscar seguir um cardápio vegano e, principalmente, se identifica com as diretrizes e escolhas do veganismo, procure um profissional da saúde para que você tenha um bom acompanhamento nutricional e consiga ter uma melhor qualidade de vida e bem-estar.